O primeiro voo

 9 de Setembro, 2015

 

Acho que a vontade de escrever abertamente sobre música demorou mais de dez anos para se expressar. Desde que me entendo por adolescente, não perdi um show ou deixei de circular por certas cenas das cidades em que morei. Mesmo negando minha naturalidade, tenho que dizer que ter sido adolescente em Goiânia, onde floresciam os principais festivais de música independente do país, foi uma escola e tanto. Em Salvador conheci o dubstep e o dancehall, que batem fundo na minha alma e me abriram para o mundo inteiro. Do meu longo, torto e musical percurso é que sairão minhas histórias, resenhas, críticas e ensaios (que serão construídos lenta e constantemente). Agora, o que irrompe fluido de mim se solidifica aqui. Compartilhemos e vivamos a experiência profunda da música e do som.

Voo